Classificação e Laboratório de Análise
de Serviços Padronizados Ltda. - EPP

Canal Rural - Conab: Conab: safra de grãos 2015/2016 deve ser de 196,49 mi de toneladas

09/06/2016

Queda de 5,4% na produção é resultado de adversidades climáticas, que prejudicaram o milho primeira e segunda safras durante o ciclo vegetativo

"A produção brasileira de grãos na safra 2015/2016 deve alcançar 196,49 milhões de toneladas, o que corresponde a uma queda de 5,4% (11,12 milhões de toneladas a menos) em comparação com 207,67 milhões de toneladas na safra 2014/2015 . Os dados fazem parte do 9º Levantamento de safra da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta quinta, dia 9. Quanto a 2013/2014, quando a safra foi de 193,6 milhões de toneladas, a produção deste ciclo deve ser maior.

Conforme comunicado da estatal, a queda na produção é resultado de adversidades climáticas, que prejudicaram o milho primeira e segunda safras durante o ciclo vegetativo, como estiagens prolongadas e altas temperaturas. A primeira safra do cereal, que deve alcançar 26,2 milhões de toneladas, registrou queda de 3,9 milhões de toneladas. Já a segunda safra de milho, que começa a ser colhida este mês, tem previsão de 50 milhões, o que representa recuo de 4,6 milhões de toneladas. No total, a produção nacional de milho deverá diminuir 10%, para 76,23 milhões de toneladas em comparação com 84,67 milhões da safra 2014/2015.

Já a produção soja, responsável por 48,7% da produção nacional de grãos, mesmo prejudicada pelo clima, registrará colheita de 95,63 milhões de toneladas, 0,6% inferior à safra passada, que foi de 96,23 milhões de toneladas.

Para arroz, feijão e algodão, a estimativa também é de recuo na produção total, "levada a efeito pela redução na área plantada e pela estiagem ocorrida no período", diz a Conab.

Entre as culturas de inverno, o trigo é destaque, com uma produção de 5,88 milhões de toneladas, 6,3% superior à safra anterior, que atingiu 5,53 milhões.

O estudo mostra, ainda, que a área cultivada de grãos em todo o país deve alcançar 58,2 milhões de hectares, o que representa um aumento de 0,4% ante a safra 2014/15, quando foram cultivados 57,9 milhões de hectares."

Fonte: Canal Rural